'Tomei uma resteira, um soco na cara', diz técnico do maior velocista do Brasil, cortado das Olimpíadas de Tóquio

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

TÓQUIO – Carlos Camilo de Oliveira, treinador e pai do principal velocista do Brasil, o Paulo André Camilo, disse que tomou "uma rasteira" às vésperas dos Jogos de Tóquio. Ele não foi convocado pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) para ir ao Japão, e questionou o critério adotado pela entidade para montar a comissão técnica que terá 20 treinadores.

Na sua opinião, ele deveria estar no grupo uma vez que orienta o homem mais rápido do Time Brasil e o último do quarteto 4x100m que lutará por medalha. Esse time tem três medalhas olímpicas (prata em Sydney-2000 e bronzes em Pequim-2008 e Londres-2012). Em 2019, no Mundial do Japão, o Brasil foi ouro.

– Foi uma rasteira, um soco na cara. Estou revoltado -- desabafou Carlos, ex-velocista e técnico de Paulo desde o início da carreira do filho.– Trabalho desde 2017 com este revezamento e vem um "abençoado" (Cláudio Castilho, diretor Executivo da CBAt), para não dizer o que eu realmente penso, e com uma canetada me tira dos Jogos Olímpicos. Muita sacanagem, muita palhaçada. Por uma questão de ego, para levar amigos... Quem aceita o critério de levar técnico de mais atletas e não levar técnico dos melhores atletas? Estava com a credencial e roupa prontas. Nem para Saitama, para a aclimatação, eu poderei ir. Deixa passar os Jogos porque vou falar o que realmente penso de uma vez só.

A CBAt divulgou na semana passada uma lista de 20 treinadores que acompanharão a delegação da modalidade em Tóquio e deixou de fora Carlos Camilo. A lista tem cinco técnicos de "velocidade", mas excluiu o treinador do melhor velocista do ciclo olímpico, prata no Pan de Lima nos 100m e o único do país a correr abaixo dos 10 segundos (9seg90).

A participação do atletismo brasileiro será recorde no Japão, com 53 atletas, número menor apenas da edição do Rio, em 2016 (67 atletas).

– Ele (Paulo) está revoltado, tenso. Estou conversando aos poucos, amaciando a carne, para que isso não o atrapalhe. Ele é focado, estará pronto– garantiu Carlos, que está em Portugal com a equipe de atletismo.– Os caras não pensam no atleta, né? Na hora do vamos ver é a mim que ele quer ver na arquibancada, para das as instruções. E vai ter gente em Tóquio que sequer fez índice, que está na rabeira do ranking, com menos chances do que o Paulo André, mas com seu treinador. Isso não é justo.

Carlos lembra que do time do revezamento 4x100, Paulo é o único com índice. Os outros quatros atletas do time, Rodrigo Nascimento, Derick Silva, Jorge Vides e Felipe Bardi, foram convocados. Vitor Fernandes, técnico do Rodrigo, tamém não vai a Tóquio.

Segundo a CBAt, serão cinco os técnicos de velocidade entre os convocados, o treinador chefe Carlos Alberto Cavalheiro, Katsuhico Nakaya (revezamento feminino e de quatro atletas) e Felipe de Siqueira (cinco atletas, incluindo Alison dos Santos, cotado a medalha nos 400m com barreiras), em Tóquio, e Darci da Silva (100m e 200m) e Renan Valdieiro (110 com barreiras), que orientam dois atletas cada um, em Saitama.

No caso do salto com vara, Vitaly Petrov é técnico exclusivo do campeão olímpico Thiago Braz. Henrique Martins foi chamado em função da especificidade da prova do salto com vara, extremamente técnica.

A CBAt explicou que a convocação dos treinadores considerou a quantidade de credencias definidas para o atletismo e os seguintes critérios: número de atletas que cada treinador possui por grupo de provas, posição do atleta no World Ranking 2021, documentação formal de credenciamento em lista larga e exames médicos solicitados.

Geisa Arcanjo, do lançamento de peso e arremesso de disco, terá o cubano Justo Navarro de forma exclusiva.

O homem mais rápido do país nas pistas, Paulo André, ficou tão irritado com o episódio que publicou manifesto nas redes socias: "Falta de mérito não foi! Na minha opinião pessoa faltou respeito e coerência ao te cortarem da lista, ainda mais da forma com que isso tudo foi conduzido...", escreveu o atleta. "Mas como atleta, meu dever é dar a resposta disso tudo nas pistas!"

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos