Torcedor do Flamengo que pedalou até o Uruguai recusa ingresso da Conmebol de R$ 9 mil para ficar 'na bagunça'

·2 min de leitura

O torcedor do Flamengo Gabriel Teixeira Marques, de 31 anos, que foi de Roraima a Montevidéu de bicicleta, percorrendo no total 6 mil quilômetros, recusou convite da Conmebol para acompanhar a final da Libertadores contra o Palmeiras em uma área do estádio Centenário com ingressos a R$ 9 mil.

Em postagem nas redes sociais, ele explicou que a viagem tinha por objetivo não acompanhar a partida, e será igualmente gratificante ficar do lado de fora do estádio, na "bagunça".

"Quero e vou estar no meio da bagunça fora do estádio mesmo. Só de participar da comemoração do título junto com a Nação vale qualquer ingresso", postou.

Gabriel esclareceu que quando começou a pedalar, em agosto, o Flamengo não estava ainda na final. E sua ida ao Uruguai não tinha como objetivo acompanhar o clube do coração.

"A final da Libertadores foi só um desafio que incluí na aventura", disse.

Por fim, o torcedor se mostrou incomodado com a repercussão de sua aventura. E disse que não queria nem mídia nem ingresso.

"É meu time do coração, sim. Mas foi só mais um roteiro na viagem", reiterou.

No asfalto esburacado a centímetros dos caminhões que passam em alta velocidade, Gabriel decidiu sair de Roraima rumo a Montevidéu de bicicleta.

A saga do ciclista rubro-negro ganhou as redes sociais no último fim de semana e ele recebeu apoio para fazer uma parte do trajeto de ônibus. Todo o percurso é publicado em uma página no Instagram, a @embuapedaltrip.

Recentemente, Gabriel passou por Tubarão (SC) e não teria tempo para chegar a Montevidéu, mas uma vaquinha o ajudou a andar 540km sem ter que pedalar. Depois, ele pediu que as doações fossem encerradas.

“Nem tinha muito essa expectativa de ter ingresso. Era pra ir até o estádio e acompanhar ao redor, assim como eu creio que muitos farão participar da comemoração, caso vençamos. E já tá ótimo”, disse o flamenguista ao site da FolhaBV, indicando que ir ao estádio era o de menos.

Em Boa Vista, familiares do ciclista revelaram à mesma FolhaBV que Gabriel deixou Boa Vista de bike, no dia 14 de agosto sem avisar ninguém. Segundo o irmão, Marcel Teixeira Marques, familiares tinham o ciclista como "desaparecido".

“Por um acaso, a minha irmã encontrou ele nas redes sociais, na página de torcedores no Instagram e ficamos felizes em ter notícias dele, mas ele não nos responde”, disse.

A Conmebol sofreu com o mesmo problema.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos