Torcedora do Flamengo processa Bruno Henrique em R$ 13 milhões por frase ‘Outro patamar’

·1 minuto de leitura

Uma torcedora rubro-negra chamada Josineide Constantino Dantas move uma ação em que pede R$ 13 milhões de indenização de Bruno Henrique. O motivo é o uso da frase “Otô Patamá” (“outro patamar”), pois ela registrou a marca no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

A notícia foi informada pelo UOL. A frase se tornou popular entre a torcida do Flamengo, quando, em novembro de 2019, Bruno afirmou que o elenco rubro-negro estava em “outro patamar”. Josineide alega que a marca só pode ser explorada comercialmente por ela.

"[O atleta] tem se valido da marca da autora para obter lucros e subsídios comerciais", declarou ela à Justiça.

No processo, a própria Josineide afirmou que teve a ideia de fazer o registro no INPI depois de ter ouvido a entrevista do jogador, porque cogitou que seria um bom nome para uma marca de roupas esportivas.

Já ciente do processo que corre na 1ª Vara Empresarial e Conflitos de Arbitragem de São Paulo, Bruno Henrique alega ter aberto três pedidos de registros e que Josiane viola o direito à marca. Além disso, em agosto, enviou uma notificação a ela, afirmando que “de modo ardiloso, tenta pegar carona” na fama dele.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos