Torcedores da Juventus repreendem Pogba por foto na neve

Meio-campista francês está em plena recuperação da lesão no joelho que o afastou da Copa do Mundo

Pogba não entra em campo desde 22 de julho, quando disputou um amistoso contra o Chivas. Foto: Jonathan Moscrop/Getty Images
Pogba não entra em campo desde 22 de julho, quando disputou um amistoso contra o Chivas. Foto: Jonathan Moscrop/Getty Images

Depois que a Juventus proibiu Paul Pogba de viajar para ver a final da Copa do Mundo do Catar 2022 entre a Seleção Argentina e a França, uma nova faísca entre os dois veio à tona nas últimas horas.

É que o meio-campista francês está em plena recuperação da lesão no joelho que o afastou da Copa do Mundo, mas enquanto os demais companheiros já treinam para voltar aos gramados na Série A, o meio-campista subiu em suas redes sociais fotos curtindo a neve.

Leia também:

As fotos foram em desencontro com a postagem feita na semana passada quando Pogba escreveu "sinto muita falta disso" como legenda de uma foto vestido com a roupa de treino da “Velha Senhora”.

No dia 4 de janeiro, a equipe de Turim visitará o Cremonese como novo ponto de partida da competição nacional italiana, buscando continuar como um dos principais protagonistas.

O meio-campista francês de 29 anos parece estar em uma sintonia diferente do resto de seus companheiros. Não só porque está a recuperar da lesão e por isso não partilha os treinos com eles, mas porque a imagem que passa é a de um futebolista despreocupado com isso.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

"Vá para Turim correr, pelo amor de Deus" ou "Se for esquiar, como diabos vai se recuperar das lesões", podem ser lidos como comentários na última publicação do francês pelos torcedores da Juve.

O meio-campista não entra oficialmente em campo desde 22 de julho, quando disputou um amistoso contra o Chivas de Guadalajara, da Liga MX.

A imagem dele no meio de uma montanha coberta de neve foi a centelha mínima que as centenas de torcedores da Juve precisaram para atirar-lhe pesadas munições e repreendê-lo por sua aparente relutância em voltar a defender as cores preto e branco.