Torcida do México é advertida por homofobia em estreia

Telão e sistema de som do Estádio 974 avisaram sobre gritos preconceituosos por parte da torcida do México.
Telão e sistema de som do Estádio 974 avisaram sobre gritos preconceituosos por parte da torcida do México. Foto: (Mohammed Dabbous/Anadolu Agency via Getty Images)

Além da defesa do goleiro Guillermo Ochoa, que brecou as chances do centroavante polonês Robert Lewandowski, do Barcelona, em marcar o seu primeiro gol em Copas do Mundo ao impedir que a cobrança de pênalti do camisa 9 entrasse, a torcida do México também chamou a atenção no Estádio 974 pelo jeito de torcer, mas, infelizmente, de forma positiva e negativa também.

Ao fim do segundo tempo, o sistema de som do Estádio 974, além do telão, pediram que cânticos preconceituosos e discriminatórios não fossem proferidos pelos torcedores mexicanos. Visando os adversários, os mexicanos gritavam: "El que no salta es polaco maricón" (em tradução livre, "Quem não pula, é um polonês gay").

Leia também:

Maioria absoluta no palco da partida de estreia de México e Polônia, empatada em 0 a 0, a torcida mexicana fez tremer as arquibancadas e motivou os 39.369 torcedores presentes mais do que a própria partida, que teve apenas a defesa de Ochoa contra Lewandowski como lance importante.

Na Copa do Mundo de 2018, realizada na Rússia, a torcida do México fez com que a Federação Mexicana de Futebol fosse multada por causa de seu comportamento. Quando os goleiros adversários se posicionavam e corriam para a cobrança do tiro de meta, um coro uníssono era proferido, gritando "puto" contra o jogador. O ritual da recolocação da bola em jogo é algo costumeiro durante as partidas do Campeonato Mexicano, algo que vem sendo alvo, já há algum tempo, de intervenção para que novas punições por homofobia sejam recebidas.

Segundo colocado na tabela de classificação do Grupo C, o México encara a Argentina pela segunda rodada do Mundial no próximo sábado, às quatro da tarde, e termina sua participação na fase de grupos na quarta-feira, contra a Arábia Saudita, também às 16h00.