Torcida do Fluminense tenta mudar termo racista em música de provocação ao Flamengo

·1 min de leitura

A torcida organizada do Fluminense Bravo 52 pretende mudar a letra de uma das músicas mais populares das arquibancadas do Tricolor. Motivados pelo Dia da Consciência Negra, comemorado no último dia 20 de novembro, torcedores se mobilizaram nas redes sociais pela remoção de um termo racista da canção “Desde Pequeno Te Sigo”.

Em um dos trechos da música, em tom de provocação ao Flamengo, é usado o termo “mulambo imundo”. A sugestão da torcida é alterar para "volta pro remo".

"Mulambo é um termo que surgiu na Angola, na época da escravatura, os angolanos vieram para o Brasil, e eles eram chamados de mulambos pelos Senhores de Engenho, os patrões das fazendas.", compartilhou o perfil oficial da Bravo 52 no Twitter.

— Na verdade, nós da diretoria da Bravo há algum tempo já havíamos conversado sobre o tema. Nós como torcida temos sim que ter um papel social também, lutar por causas que mereçam ser, de certa forma, um grito de apoio. E essa é uma. Como citei, nós já havíamos falado sobre algumas músicas que são preconceituosas, mas sabíamos que não seria fácil a mudança, teria resistência. Mas lutaremos para que o torcedor tricolor entenda o verdadeiro significado da palavra “mulambo” e se envergonhe de dizer e cantar esse termo — disse o presidente da torcida organizada, Diogo Riccobene, ao site "NetFlu".

Diogo afirma que a ideia é já inserir o novo termo já no jogo da próxima quarta-feira, diante do Internacional, no Maracanã.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos