Tornados causam pelo menos sete mortes nos Estados Unidos

Pelo menos sete pessoas morreram na noite de quinta-feira (12) após a passagem de vários tornados no sul dos Estados Unidos, indicaram os serviços de emergência.

O Serviço Meteorológico Nacional relatou 45 possíveis tornados ao longo do dia.

O vice-diretor dos serviços de emergência, Gary Weaver, contou à AFP que este fenômeno natural matou seis pessoas no condado de Autauga, centro do Alabama.

A governadora do Alabama, Kay Ivey, declarou estado de emergência em Autauga e outros cinco condados. Em seu Twitter, também destacou que várias partes do estado foram atingidas pelos tornados.

Importante local para o movimento dos direitos civis na década de 1960, o município de Selma, no condado de Dallas, também está em estado de emergência após sofrer "danos significativos".

A cidade pediu para seus habitantes ficarem longe das linhas elétricas caídas e evitarem deslocamentos.

O tornado continuou rumo ao leste e varreu Georgia, estado vizinho, onde uma menina de seis anos morreu por conta da queda de uma árvore. "Toda nossa família está desolada por esta tragédia", tuitou o governador do estado, Brian Kemp.

Impressionantes e difíceis de prever, estes fenômenos são relativamente comuns nos Estados Unidos, especialmente na região central e no sul do país.

No final de novembro, 36 tornados mataram duas pessoas no Alabama.

vgr/kar/dl/atm-erl/db/ms/ic