Torre Eiffel terá vidro blindado contra ameaça terrorista

(18 mar) Policiais patrulham os arredores da Torre Eiffel

A Torre Eiffel vai ganhar um dispositivo de proteção que inclui um vidro blindado dos dois lados para enfrentar a "ameaça terrorista", decidiu nesta segunda-feira o conselho da cidade de Paris.

O Conselho de Paris votou por unanimidade este projeto para dar segurança à área, com um orçamento de 20 milhões de euros, considerado necessário para enfrentar a "ameaça terrorista, que é particularmente elevada", indicou o organismo no texto publicado após a deliberação.

Os trabalhos deverão terminar no segundo trimestre de 2018.

O projeto prevê a instalação de um vidro blindado dos dois lados da torre para poder conservar a perspectiva, em frente ao rio Sena e à esplanada do Campo de Marte.

Os outros dois lados do quadrante serão fechados por cercas metálicas, com controles de segurança, que vão reproduzir o perfil do monumento.

Também será implementado um sistema mais amplo de proteção contra veículos, com a instalação de obstáculos nos dois eixos viários em volta da Torre Eiffel e um sistema de câmeras de segurança na calçada adjacente e dentro do monumento.

Trata-se de um dispositivo "eficaz, muito mais estético que as barreiras atuais e que vai contribuir para melhorar a qualidade da recepção", disse Jean-François Martins, encarregado de Turismo da prefeita de Paris, Anne Hidalgo.

O projeto "responde à integralidade das prescrições feitas pela prefeitura de polícia" sobre segurança, disse o representante do organismo de segurança, delegado no Conselho de Paris.

A Torre Eiffel recebeu quase sete milhões de visitantes em 2015, cifra que caiu para seis milhões em 2016 devido a ataques terroristas.