Toshiba sinaliza forte prejuízo operacional após escândalo contábil

TÓQUIO (Reuters) - A Toshiba sinalizou nesta quinta-feira que espera um grande prejuízo operacional no primeiro semestre do ano fiscal, na esteira de um escândalo contábil avaliado em 1,3 bilhão de dólares. Anúncio alimentou preocupações de que o grupo pode precisar de uma reestruturação mais drástica. O cenário sombrio também adicionou pressão sobre a fabricante de produtos eletrônicos para decidir se processará a antiga administração de modo a evitar ações judiciais movidas por acionistas. A Toshiba disse que o prejuízo operacional estaria aproximadamente alinhado com a perda de 90 bilhões de ienes (equivalentes a 741,11 milhões de dólares) que o jornal de negócios Nikkei publicou nesta quinta-feira. A companhia também afirmou que planeja fazer uma baixa contábil de 70 bilhões de ienes envolvendo uma de suas subsidiárias. A empresa divulgará os resultados detalhados do primeiro semestre no sábado. Em um esforço para emergir do escândalo, o conglomerado que lida com negócios desde notebooks a energia nuclear anunciou no final de outubro a venda da divisão de sensores de imagem à Sony. Mas a Toshiba tem um longo caminho a percorrer, uma vez que irregularidades contábeis inflaram os lucros em uma grande variedade de negócios do grupo. É esperado que a empresa anuncie mais passos de reestruturação em áreas não lucrativas como eletrodomésticos e computadores pessoais, mais tarde este mês. Fontes próximas ao assunto disseram que a Toshiba também está considerando processar ex-executivos, incluindo três antigos presidentes por causa de práticas contábeis da empresa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos