Touré não fechou com o Botafogo porque esposa não gosta 'do estilo de vida brasileiro', diz jornal

(Foto: Getty Images)

Durou semanas a novela que prometia terminar com o anúncio de Yaya Touré pelo Botafogo. Mas, após inúmeras rodadas de negociação, o marfinense pôs fim às expectativas dos alviengros, sem um acordo. De acordo com o jornal inglês "Daily Mirror", isso se deu porque a mulher do volante "não gosta do estilo de vida brasileiro".

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Depois de oito temporadas no futebol inglês defendendo o Manchester City, Touré atuou brevemente pelo Olympiacos, da Grécia, e pelo Qingdao Huanghai, da China. No seu currículo, há ainda uma passagem pela Ucrânia. Mas morar na América do Sul e viver a vida carioca não agradou a Gineba Touré.

Leia também:

A prova de que a mulher do jogador teve um papel determinante no desfecho do negócio talvez se explique pelas constantes mudanças de ideia do volante. Segundo o jornal, apenas 24h depois de dizer a Ricardo Rostenberg, diretor do alvinegro, que não aceitaria a proposta, Touré o procurou para retomar as conversas.

A essa altura, porém, o cartola já tinha outros planos. Nessa ligação, informa o "Mirror", Rostenberg teria dito que a oferta havia sido retirada e que o Botafogo agora tentaria contratar outro jogador africano, o nigeriano John Obi Mikel, de 32 anos e também sem clube.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.