Toyota lança veículo elétrico com bateria 50% mais eficiente

Toyota lança veículo elétrico com bateria 50% mais eficiente (Foto: Getty Images)
Toyota lança veículo elétrico com bateria 50% mais eficiente (Foto: Getty Images)
  • O Sedã bZ3 será lançado com baterias fornecidas pela BYD;

  • As baterias foram desenvolvidas com a tecnologia ‘Blade’ , que divide as células em lâminas para aumentar a capacidade de armazenamento;

  • O reforço na densidade energética, confere ao EV uma autonomia acima de 600 km.

Após conquistar o posto de montadora referência quando se trata de carros híbridos, a japonesa Toyota dá um importante passo no segmento de veículos elétricos (VE). Para conquistar o mercado chinês, a empresa vai lançar o Sedã bZ3 que é equipado com uma bateria de lítio e fosfato de ferro que permite armazenar até 50% a mais de energia.

Por trás desse desempenho em relação ao armazenamento de energia está outra gigante do ramo automotivo, a BYD. Parceira da Toyota na China, a companhia fornece ao bZ3 baterias desenvolvidas com a tecnologia ‘Blade’ , que divide as células em lâminas para aumentar a capacidade de armazenamento.

Segundo estimativas da Toyota,o reforço na densidade energética, confere ao EV uma autonomia “acima de 600 km”. Outro destaque é a vida útil do sistema. Após 10 anos de uso, as baterias do bZ3 ainda vão segurar 90% da capacidade máxima. Além disso, elas imprimem uma segurança maior ao veículo, uma vez que são mais resistentes a incêndios.

O bZ3 será vendido em duas versões : uma com 183 cv e tração dianteira e outra mais potente, com 244 cv, dois motores elétricos e tração nas quatro rodas. O veículo foi projetado com 4,72 m de comprimento, 1,83 m de largura, 1,47 m de altura e 2,88 m de distância entre-eixos.

A proposta do automóvel é ser um carro elétrico mais básico na China, mesmo com os avanços na bateria. Dessa forma, não existem muitos elementos diferenciados no interior. Um deles é o carregador por indução no console central. Apesar do bZ3 ainda não tem um preço oficial definido, a mídia chinesa estima que o carro custará cerca de R$ 160 mil na versão mais básica.