Trégua de Lula e Ciro Gomes gerou reação positiva de progressistas no Twitter

Gabriela Oliva
·1 minuto de leitura
Lula recebeu a visita do governador do Ceará, Camilo Santana, e de Ciro Gomes no Hospital Sírio Libanês em São Paulo
Lula recebeu a visita do governador do Ceará, Camilo Santana, e de Ciro Gomes no Hospital Sírio Libanês em São Paulo

A paz selada entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), após ruptura em 2018, teve repercussão positiva no Twitter nesta quinta-feira: 69% das menções na plataforma, feitas por perfis progressistas, comemoraram a trégua. Os dados analisados pela consultoria Arquimedes e obtidos pelo Sonar mostram que os 31% restantes, de contas da direita, adotaram um tom crítico e irônico para a união que, ao que tudo indica, ambiciona a corrida presidencial de 2022.

A Arquimedes analisou mais de 11 mil menções feitas no Twitter a Lula e Ciro, publicadas entre meia-noite e 15h desta quinta-feira. Após a reportagem publicada pelo GLOBO, mostrando a conversa que Lula e Ciro tiveram no começo de setembro, na sede do Instituto Lula, a hashtag #LulaeCiro permaneceu como a mais citada pelos usuários da plataforma durante toda a manhã.

Entre as publicações, a que mais obteve impacto digital no âmbito progressista foi a feita pelo escritor Eduardo Moreira. Às 11h44m desta quinta-feira, ele escreveu:

Além de Moreira, o candidato a prefeito de São Paulo pelo PCdoB, Orlando Silva, se destacou entre os autores de conteúdos que mais mobilizaram o Twitter, com 289 retuítes e cerca de 2.500 curtidas:

Entre as mensagens conservadoras, destaque para a postagem de Rodrigo Constantino. O presidente do Instituto Liberal e membro-fundador do Instituto Millenium disse: