Três mortos a tiros em distúrbios na Tanzânia antes das eleições

·1 minuto de leitura
Forças de segurança em Zanzibar
Forças de segurança em Zanzibar

A polícia matou três pessoas na ilha de Pemba, no arquipélago tanzaniano de Zanzibar, em confrontos na véspera das eleições gerais na Tanzânia, afirmou nesta terça-feira o principal partido de oposição da região.

"Informações verificadas procedentes de Pemba (Zanzibar) indicam que a polícia matou três cidadãos", anunciou a ACT-Wazalendo (Aliança pela Mudança e a Transparência - Patriotas) em um comunicado.

O partido divulgou as identidades das três pessoas mortas e de outros nove feridos.

A polícia usou gás lacrimogêneo e abriu fogo com munição letal em Garagara, um reduto da oposição.

Um jovem foi espancado por seis policiais que o levaram para uma viatura.  

A polícia expulsou os jornalistas do local dos confrontos.

Os confrontos em Pemba explodiram quando militares distribuíram cédulas de votação que, segundo a oposição, estavam preenchidas.

O chefe de polícia de Zanzibar, Hassan Haji, se negou a comentar as informações.

As forças de segurança começaram a votar de forma antecipada na terça-feira, um dia antes da eleição que acontece na quarta-feira, o que a oposição denuncia como uma estratégia para provocar uma fraude eleitoral.

fb/ayv/roc/erl/zm/fp