Três suspeitos da execução de Fernando Iggnácio, entre eles um PM de São Paulo e um ex-PM do Rio, seguem foragidos

Arthur Leal
·1 minuto de leitura
Foto: Divulgação

Nesta terça-feira, numa operação conjunta das polícias Civil do Rio e da Bahia, um dos quatro suspeitos de participação no assassinato do contraventor Fernando Iggnácio em novembro do ano passado foi preso. O cabo da Polícia Militar do Rio Rodrigo Silva das Neves foi encontrado numa pousada na cidade baiana de Canavieiras. Outros três homens acusados pela execução seguem foragidos: o PM de São Paulo Otto Samuel D’Onofre Andrade Silva Cordeiro; o ex-PM do Rio Pedro Emanuel D’Onofre Andrade Silva Cordeiro, que é irmão de Otto; e Ygor Rodrigues Santos da Cruz, conhecido como Farofa.

LEIA TAMBÉM:

Fernando Iggnácio foi executado num heliporto no Recreio, na Zona Oeste do Rio. Segundo a polícia, o cabo das Neves tem fortes ligações com a contravenção. Ele aparece em fotos nos camarotes da Escola de Samba Mocidade Independente de Padre Miguel, cujo patrono é o bicheiro Rogério Andrade, rival de Iggnácio. Aos amigos, o PM teria dito que fazia a segurança da quadra.

A Polícia Civil chegou ao cabo Rodrigo após uma ligação anônima. Um outro homem foi encontrado com ele e também foi preso. Antes de ficarem à disposição da polícia do Rio, os dois passaram por exames no Departamento de Polícia Técnica, em Ilhéus.