Três terremotos atingem as Filipinas

Funcionários evacuam os prédios e ficam nas ruas de Manila, no dia 8 de abril de 2017

Três tremores sísmicos atingiram as Filipinas neste sábado, provocando danos materiais e semeando o pânico entre os turistas que estavam em um centro de mergulho perto de Manila, indicaram autoridades e testemunhas.

Não foi registrada nenhuma vítima em um primeiro momento. O primeiro terremoto, de magnitude 5,5, ocorreu às 15h08 (04h08 de Brasília), e foi seguido por outros dois, segundo o Instituto americano de Estudos Geológicos (USGS).

Jornalistas da AFP viram habitantes da capital fugir correndo dos edifícios de escritórios do centro financeiro.

O tremor foi sentido sobretudo em Mabini, um complexo balneário ao sul de Manila conhecido por sua fauna marinha e seus corais.

"Estava na piscina, onde recebia um curso de mergulho, quando a terra tremeu (...) Começamos a correr. Placas de concreto começaram a cair", declarou por telefone à AFP um turista filipino, Arnel Casanova, de 47 anos.

As Filipinas estão no "cinturão de fogo" do Pacífico, uma zona de placas tectônicas, o que produz com frequência atividades sísmicas e vulcânicas.

Um terremoto de magnitude 7,1 deixou 220 mortos em outubro de 2013 nas ilhas do centro do arquipélago.