Trabalhadores da Amazon em NY aprovam primeiro sindicato da empresa nos EUA

Em Nova York, trabalhadores da Amazon aprovaram  primeiro sindicato dos EUA. Foto: Artur Widak/NurPhoto via Getty Images.
Em Nova York, trabalhadores da Amazon aprovaram primeiro sindicato dos EUA. Foto: Artur Widak/NurPhoto via Getty Images.
  • Trabalhadores de um armazém da Amazon em Nova York aprovaram sua adesão a um sindicato na última sexta-feira (1°);

  • É a primeira vez que uma organização sindical consegue vencer de fato a decisão de oposição da Amazon;

  • 2.654 trabalhadores do depósito Staten Island JFK8 votaram a favor da sindicalização, contra 2.131 que se opuseram.

Os trabalhadores de um armazém da Amazon no distrito de Staten Island, em Nova York, aprovaram na última sexta-feira (1°) o estabelecimento do primeiro sindicato da companhia de varejo eletrônico dos Estados Unidos.

Desse modo, é a primeira vez que uma organização sindical consegue de fato vencer a decisão da empresa de oposição à sindicalização dos funcionários.

Na contagem final, 2.654 trabalhadores do depósito Staten Island JFK8 votaram a favor do sindicato, contra 2.131 que se opuseram.

Leia também:

Por diversas ocasiões, a Amazon impediu que seus funcionários participassem de sindicatos. Ao longo dos anos, histórias sobre condições adversas de trabalho se espalharam pela internet.

Em uma das situações mais polêmicas, divulgou-se que trabalhadores teriam tido de urinar em garrafas para ganharem tempo de serviço.

A companhia alegou estar "decepcionada com o resultado porque acredita que ter um relacionamento direto com a empresa é o melhor para os funcionários".

Segundo a Amazon, o sindicato não garante melhores salários ou segurança na função dos trabalhadores.

A empresa disse também que avalia opções para apresentar objeções contra o sindicato, dizendo que este teria influenciado indevidamente nas votações.