Trabalhadores da Apple Store em Maryland se tornam os primeiros nos EUA a se sindicalizar

Os trabalhadores de lojas da Apple perto de Baltimore votaram pela sindicalização no sábado, tornando-se a primeira loja organizada nos EUA em uma decisão histórica que pode mudar a face da operação de varejo da gigante de tecnologia.

Às 20h30 deste sábado, 65 trabalhadores que votaram na loja de Towson, Maryland, estavam do lado do sindicato, superando os votos antissindicais de 2 a 1. A negociação inclui cerca de cem trabalhadores e é afiliada à Internacional Association od Machinist, um dos maiores sindicatos dos EUA, que reapresenta trabalhadores de vários segmentos industriais .

Indicadores: Brasil tem retrocesso de até três décadas na economia, na educação e no meio ambiente

Veja também: Em golpe para Apple, Europa exigirá que todos os smartphones usem o mesmo tipo de carregador

Apple: pagamento a prazo, tradução de fotos e clique contra relacionamentos abusivos. Confira 16 novidades

Amazon: empresa vai permitir que lojistas no Brasil vendam para clientes no exterior

A decisão pode desencadear um movimento mais amplo de sindicalização entre os trabalhadores das lojas da Apple, semelhante à primeira votação sindical da Starbucks no ano passado, que desde então levou quase 300 outras lojas a se candidatarem às eleições.

A vitória sindical provavelmente dará uma nova vida à missão do movimento trabalhista de organizar a Apple e o setor de tecnologia em geral, que sofreu um revés depois que uma loja em Atlanta cancelou sua eleição para sindicalização no mês passado.

Tem dívida? Cuidado, até sua geladeira pode ser penhorada

Esses trabalhadores, organizados pelo Communications Workers of America, culparam uma suposta campanha da Apple contra os sindicatos pela desarticulação e disseram que planejavam se inscrever novamente para uma eleição mais tarde.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos