Trabalhadores de baixa renda poderão usar FGTS futuro para compra de imóveis

Terão direito ao FGTS futuro famílias com renda mensal bruta limitada a R$ 4.400. As condições são válidas somente para a aquisição de um imóvel por beneficiário (Getty Creative)
Terão direito ao FGTS futuro famílias com renda mensal bruta limitada a R$ 4.400. As condições são válidas somente para a aquisição de um imóvel por beneficiário (Getty Creative)
  • Famílias de baixa renda poderão ter acesso ao chamado FGTS futuro;

  • O recurso é uma alternativa de financiamento imobiliário que considera os depósitos do fundo de garantia que ainda serão feitos pelo empregador;

  • Terão direito ao FGTS futuro famílias com renda mensal bruta limitada a R$ 4.400.

Uma portaria publicada pelo governo federal no Diário Oficial da União (DOU) nesta quinta-feira (8) passou a permitir que famílias de baixa renda tenham acesso ao chamado Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) futuro.

O FGTS futuro é uma alternativa de financiamento imobiliário que considera os depósitos do fundo de garantia que ainda serão feitos pelo empregador. Segundo a portaria, o objetivo da nova medida é facilitar o “acesso ao financiamento habitacional a partir da redução ou supressão do valor de entrada”. O novo recurso também possibilita o trabalhador entrar no Casa Verde e Amarela, programa habitacional para famílias de baixa renda.

Cálculos feitos pelo jornal O Globo explicam que, no caso de uma família com renda de R$ 2 mil que comprometa 22% de seus ganhos, é possível obter um financiamento com prestação de R$ 440. Com a autorização do FGTS futuro, essa mesma família poderia assumir uma prestação de R$ 600.

Terão direito ao FGTS futuro famílias com renda mensal bruta limitada a R$ 4.400. As condições são válidas somente para a aquisição de um imóvel por beneficiário.

Outra exceção

Embora a principal regra para um aposentado receber o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) seja esperar o fim do contrato de trabalho, há uma situação que possibilita esse trabalhador retirar o dinheiro mensalmente: quando ele se aposenta e continua a trabalhar na mesma empresa.

Segundo informações da Agência Brasil, "caso o aposentado troque de emprego, só terá direito ao saque do FGTS ao fim do contrato de trabalho, como ocorre com os demais trabalhadores. As demais possibilidades de saque estão mantidas, como compra de imóveis e doenças graves".