Trabalhadores estão há 1 ano sem aumento salarial real

·1 minuto de leitura
Foto de uma carteira de trabalho
(Ana Volpe/Agência Senado)
  • Os salários não recebem aumento real no último ano

  • 41,9% dos reajustes ficaram abaixo do INPC

  • Em 2021 ocorreram 11.788 negociações coletivas

Enquanto o custo de vida não para de subir, os salários dos trabalhadores estão há um ano sem aumento salarial real. De acordo com o boletim divulgado nesta quarta-feira (31) pelo pelo Salariômetro, estudo da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), as negociações salariais não foram suficientes para superar a inflação.

Os dados do boletim mostram que no mês de junho 41,9% dos reajustes concedidos ficaram abaixo da variação anual do INPC, 30,7% tiveram o mesmo patamar e 27,4% ficaram acima. O INPC mensura a variação de produtos e serviços para famílias com renda de até 5 salários mínimos.

Índices de inflação e desemprego são os principais fatores apontados pelo IBGE. O instituto defende que a desocupação retirou o poder de barganha dos trabalhadores, enquanto a inflação limitou a capacidade das empresas de conceder melhores condições salariais.

Para realizar o estudo, foram analisadas as negociações de reajuste realizadas. Apenas em em 2021 ocorreram 11.788. O acompanhamento dessas ações coletivas é concretizado através de acordos e convenções nos quais a Fipe coleta dados e informações.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos