Trabalhadores nascidos em março já podem sacar última parcela do auxílio emergencial

Extra
·2 minuto de leitura
Foto: Fabiano Rocha / 10.08.2020

Os trabalhadores nascidos em março — que tiveram a última parcela do auxílio emergencial depositada em 14 de dezembro — poderão sacar o dinheiro nesta segunda-feira (dia 4 de janeiro). A retirada deverá ser feita numa agência da Caixa Econômica Federal ou numa cassa lotérica.

Na quarta-feira (dia 6), o saque será liberado para os que nasceram em abril e tiveram o crédito em suas contas poupanças sociais digitais no dia 16 de dezembro. Esses pagamentos fazem parte do ciclo 6, que se encerrará no dia 27 de janeiro.

Esses trabalhadores com direito a retirada são informais, autônomos, desempregados sem seguro-desemprego, microempreendedores individuais (MEIs) e inscritos no Cadastro Único sem direito a Bolsa Família. Eles se inscreveram pelo aplicativo Caixa / Auxílio Emergencial, pelo site da Caixa e pelos Correios.

No caso dos beneficiários do Bolsa Família — cujo calendário de pagamentos de 2021 ainda não foi divulgado —, o saque do auxílio emergencial se encerrou em dezembro. Os depósitos de janeiro já retornarão aos valores pagos originalmente pelo programa social.

Desde dezembro, o pagamento dos recursos do Bolsa Família começou a ser feitos aos beneficiários desbancarizados por meio de conta poupança social digital. Segundo o governo, a mudança vai permitir que mais de nove milhões de cidadãos que ainda não têm nenhuma conta bancária sejam incluídos no sistema bancário e possam movimentar os valores pelo aplicativo Caixa Tem.

Os beneficiários de NIS com final 9 e 0 foram os primeiros desbancarizados a receber os recursos com os serviços da conta poupança social digital, o que representou 1,5 milhão de pessoas ou 16,5% do total de cidadãos com direito ao benefício. Aqueles têm outros finais de NIS vão obedecer ao calendário abaixo.

Janeiro - NIS de finais 6,7 e 8

Fevereiro - NIS de finais 3, 4 e 5

Março - NIS de finais 1, 2 e indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, comunidades tradicionais, agricultores familiares, assentados, acampados e pessoas em situação de rua

Viu isso? O cartão do programa ou o Cartão Cidadão ainda poderão ser usados para fazer os saques em dinheiro.