Trabalhadores de Nova York agora são obrigados a se vacinar contra a Covid

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Bill de Blasio
    Bill de Blasio
    109th Mayor of New York City

A partir desta segunda-feira (27), entra em vigor a polêmica medida da cidade de Nova York de obrigar os funcionários municipais, professores e empregados no setor privado a se vacinarem contra a Covid-19. Quem descumprir a determinação corre o risco de ter de pagar uma multa de US$ 1.000 (R$ 5,6 mil).

Com informações da correspondente da RFI em Nova York, Loubna Anaki, e Reuters

Para o prefeito Bill de Blasio, a vacinação obrigatória visa enfrentar a nova onda de contaminações pelo coronavírus, com a expansão da variante ômicron, mais contagiosa. O país registra cerca de 190 mil novos casos da doença por dia, conforme dados da universidade Johns Hopkins.

Neste contexto, numa loja de souvernirs em Manhattan, o gerente Said não vê problema em exigir a vacinação dos seus funcionários – que já estão todos imunizados. “É assim, mesmo, precisamos seguir as regras. Tudo o que eu quero é manter a loja aberta, então vacinem-se e venham comprar aqui”, brincou o comerciante, que avalia que a medida se mostra necessária para setores como o seu, que mantêm contato frequente com os clientes.

“Algumas pessoas continuam totalmente contra a vacina, então é uma boa ideia”, afirmou, à RFI.

No total, 184 mil empresas são atingidas pela nova obrigação vacinal. Caberá aos patrões garantir que seus funcionários estejam imunizados e, se algum se recusar a tomar as injeções, poderá ser demitido ou ficar em trabalho remoto. A decisão caberá ao empregador, que deve poder fornecer às autoridades sanitárias um registro com as informações vacinais de seus empregados.


Leia mais

Leia também:
Entre restrições e avanço da ômicron, mundo celebra mais um Natal pandêmico
Covid-19: França bate recordes de casos e governo teme "desorganização social"
Variante ômicron torna-se dominante em Portugal, um dos países mais vacinados do mundo

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos