Trabalhista Isaac Herzog é eleito 11º presidente de Israel

·1 minuto de leitura
O presidente eleito Isaac Herzog e sua esposa Michal celebram o resultado da votação no Parlamento israelense

O trabalhista Isaac Herzog, de 60 anos, foi eleito presidente de Israel pelos deputados nesta quarta-feira (2), em um momento em que o país vive uma crise política e a poucas horas do fim do prazo para formar um governo de coalizão.

Ex-líder do Partido Trabalhista, Herzog conseguiu 87 votos contra os 26 obtidos por sua adversária, Miriam Peretz, uma educadora sem experiência política, mas muito popular na sociedade israelense, depois de perder dois filhos em combate.

Herzog será o 11º presidente de Israel e vai suceder Reuven Rivlin, que está no cargo desde 2014. Sua função é, sobretudo, simbólica no país, onde o poder executivo está nas mãos do primeiro-ministro.

"Assumo sobre meus ombros a dura responsabilidade que vocês me dão", afirmou Herzog após o anúncio do resultado. "Serei o presidente de todos, construirei pontes entre os diferentes componentes de nossa sociedade", completou.

O advogado também agradeceu a rival, Miriam Peretz, por ser "um símbolo e uma inspiração para todos os cidadãos israelenses".

O primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, que já foi adversário de Herzog nas urnas, felicitou o presidente eleito e desejou "sucesso".

A eleição de Herzog coincide com a reta final das negociações para a formação do governo no país. Os adversários de Netanyahu, o primeiro-ministro israelense que permaneceu por mais tempo no poder, têm até meia-noite de quarta-feira para construir uma coalizão.

Se o centrista Yair Lapid não conseguir, os deputados poderão solicitar ao presidente que atribua a tarefa a outro parlamentar. Outra possibilidade é uma nova eleição no país, que seria a quinta em dois anos.

bur-cgo/hj/bl/es/fp