Trader de criptomoedas Wintermute sofre roubo de US$160 mi, diz CEO

Por Tom Wilson

LONDRES (Reuters) - Hackers roubaram ativos digitais no valor de cerca de 160 milhões de dólares da empresa de negociação de criptomoedas Wintermute, afirmou o presidente-executivo, Evgeny Gaevoy, nesta terça-feira no Twitter.

Foi o mais recente assalto a atingir um setor atormentado pelos crimes virtuais.

O roubo teve como alvo as operações financeiras descentralizadas da Wintermute, disse Gaevoy. A empresa, que fornece liquidez nas principais exchanges de criptomoedas e plataformas de negociação, permanece solvente após o ataque, acrescentou.

Gaevoy e Wintermute não responderam imediatamente aos pedidos de comentários.

A Wintermute se autodenomina "um dos maiores players" nos mercados globais de criptomoedas. A empresa diz que administra "centenas de milhões" em ativos e negocia mais de 5 bilhões de dólares por dia.

Gaevoy disse no Twitter que "haverá uma interrupção em nossos serviços hoje e potencialmente nos próximos dias", acrescentando que cerca de 90 ativos foram hackeados.

"Se você é um cliente da Wintermute, novamente, somos solventes, mas se você se sentir mais seguro para cancelar o empréstimo, podemos fazer isso", disse Gaevoy.