Tragédia na Bahia: 56 localidades têm abastecimento de água reduzido ou suspenso

·2 min de leitura

SÃO PAULO – A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informou nesta quarta-feira, 29, que 56 localidades da Bahia ainda estão totalmente ou parcialmente sem água limpa e encanada. O levantamento da fornecedora considera municípios inteiros e distritos mais afastados.

De acordo com a empresa, responsável por abastecer 87% do estado, outras 66 localidades também tiveram o abastecimento afetado, mas já observam a retomada regular de fornecimento do recurso.

Em nota, a empresa esclareceu que “em sistemas de abastecimento de água, a plena normalização do fornecimento sempre ocorre de forma gradativa, porque é preciso que a água retorne aos reservatórios e tubulações para, então, chegar aos imóveis”.

A empresa explicou que, nas localidades em que o abastecimento segue comprometido totalmente ou parcialmente, a organização “continua trabalhando para recuperar equipamentos, viabilizar soluções alternativas e disponibilizar fornecimento alternativo por carro-pipa sempre que possível, já que alguns pontos ainda permanecem sem condições de acesso”.

Embora no dia de hoje a chuva tenha dado trégua em áreas castigadas pelas intempéries desde o final de semana, ainda há áreas que sofrem os impactos do excesso dos níveis de água. A Embasa explicou que, no município Nova Canaã, a 135 quilômetros de Itabuna, por exemplo, o abastecimento precisou ser interrompido na noite de ontem, 28, devido à obstrução das bombas de captação de água pelo entulho trazido pela enxurrada. Os técnicos estão aguardando o nível do rio baixar para realizar os reparos.

Energia elétrica

A empresa de energia eletrica Neoenergia Coelba informou que algumas regiões também sofrem com falta de energia. São trechos nas cidades de Vitória da Conquista, Jequié, Itapetininga, Barra da Estiva, Ilhéus e alguns trechos rurais, onde não há acesso possível pelas equipes.

A empresa diz que "está atuando ininterruptamente, desde o último sábado (25), para atender as situações críticas provocadas pelas fortes chuvas". A distribuidora diz que montou uma força-tarefa e duplicou a quantidade de profissionais para atuar no restabelecimento da energia, "desde que haja condições seguras para normalização do fornecimento".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos