Transcrições mostram que Bolsonaro não citou possível “suspensão” de eleições, mas “suspeição” em ato de 27 de abril

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Em encontro com parlamentares durante ato “em prol da liberdade de expressão” em 27 de abril de 2022, o presidente Jair Bolsonaro (PL) fez questionamentos sobre os processos eleitorais brasileiros. Em seguida, alguns veículos e publicações afirmaram que ele teria defendido uma possível “suspensão” das eleições, não apenas presidenciais, mas “para o Senado, (...) para a Câmara”, caso houvesse “algo de anormal”. Mas Bolsonaro disse aos presentes, na verdade, para não pensarem que “uma possível suspeição de uma eleição vai ser apenas no voto para presidente”, como mostra a íntegra da transmissão, a transcrição oficial do discurso e também a ferramenta AFP Transcriber.

“Bolsonaro defende ‘suspensão’ de eleições caso ocorra ‘algo anormal’. Para ele ‘anormal’ é o normal para a maioria dos brasileiros, perder as eleições no voto”, diz uma publicação compartilhada no Twitter.

Conteúdo de teor similar circula no Instagram, Facebook e TikTok.

Captura de tela feita em 28 de abril de 2022 de uma publicação no Instagram ( . / )

Algumas publicações detalham que a suposta declaração teria ocorrido em 27 de abril de 2022, quando o presidente se reuniu com parlamentares e ministros de seu governo em ato “em defesa da liberdade de expressão”. “Deputados das bancadas evangélica e de segurança pública discursaram em favor da liberdade de expressão no país, defenderam o respeito à Constituição Federal e o fortalecimento da democracia”, informou o Planalto.

Ao final do encontro, Bolsonaro também se pronunciou. Em discurso permeado por questionamentos sobre processos eleitorais, o mandatário disse: “Indo para o encerramento agora. Interessa para vocês, não pensem que uma possível suspeição de uma eleição vai ser apenas no voto para Presidente, prezado senador Passarinho. Vai entrar para o Senado, vai entrar para a Câmara, se tiver, obviamente, algo de anormal. Vai entrar Estadual, para todo mundo”.

Alguns veículos noticiaram que, nesse momento, o presidente havia feito referência a uma possível “suspensão” das eleições (1, 2).

Contudo, uma consulta à transmissão oficial e à transcrição do discurso mostra que a palavra dita por Bolsonaro foi “suspeição”.

O Checamos também submeteu o trecho do discurso à ferramenta AFP Transcriber, que realiza a análise automática de falas para transcrição de áudios. A plataforma confirmou que a palavra dita foi “suspeição”:

Captura de tela feita em 28 de abril de 2022 da ferramenta AFP Transcriber com o trecho da fala que repercute nas redes sociais ( . / )

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos