Transição de Lula coloca nova onda de Covid-19 como prioridade

Cardiologista Roberto Kalil Filho comanda comissão que irá assessorar transição de Lula (YASUYOSHI CHIBA/AFP via Getty Images)
Cardiologista Roberto Kalil Filho comanda comissão que irá assessorar transição de Lula

(YASUYOSHI CHIBA/AFP via Getty Images)

  • Grupo que cuida da área de Saúde na transição de Lula escolheu 3 prioridades iniciais;

  • Uma delas é a nova onda de Covid-19;

  • Saúde dos indígenas e hospitais do RJ completam lista.

O grupo que cuida da área de Saúde na transição de governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) escolheu ao menos três prioridades iniciais para os debates inaugurados pela equipe nesta quinta-feira (10). Um deles é a nova onda de Covid-19.

Integrantes do grupo informaram à coluna de Igor Gadelha, do Metrópoles, que o objetivo é avaliar o atual estado do programa de vacinação contra o vírus. Nas últimas semanas, laboratórios e farmácias têm registrando aumento no número de testes positivos para a doença.

O debate principal gira em torno de acelerar a vacinação, especialmente em crianças e adolescentes – um dos problemas já identificados pelo grupo temático da transição.

Outra prioridade é a saúde indígena, tema previsto para a 6ª Conferência Nacional de Saúde Indígena, marcada para a próxima semana. Por fim, o grupo quer discutir como irá renovar os contratos de gestão de hospitais federais no Rio de Janeiro, que encerram em breve.

Kalil e Dráuzio Varella assessoram transição

O comando de uma comissão de especialistas da área de saúde será liderada pelo cardiologista de Lula, Roberto Kalil Filho. Conforme divulgado hoje (10), a equipe também contará com outros nomes renomados na medicina brasileira, como Drauzio Varella, Claudio Lottenberg, Miguel Srougi e Fábio Jatene.

Os especialistas não vão integrar formalmente a equipe do gabinete de transição, composta pelos ex-ministro da Saúde Humberto Costa, José Gomes Temporão, Alexandre Padilha e Arthur Chioro, mas devem apoiar na definição de prioridades para a área.

Ainda na tarde desta quinta (10), Geraldo Alckmin (PSB), vice-presidente eleito e coordenador da equipe de transição de governo, anunciou outros nomes que irão atuar na mudança de governo.

Entre os listados, estão algumas figuras já conhecidas, como o ex-ministro das Comunicação de Dilma Rousseff, Paulo Bernardo, e a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS).