Transmissão da Delta permanece 'muito limitada' nas Américas, afirma Opas

·2 minuto de leitura
Mulher reza enquanto visita familiar infectado pela covid-19 na Unidade de Terapia Intensiva do hospital El Cruce - Dr. Néstor Kirchner, em Florencio Varela, Argentina, em 13 de abril de 2021

A transmissão comunitária da variante Delta do coronavírus continua "muito limitada" nas Américas como um todo, disse a diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS), nesta quarta-feira (7).

"Embora a variante Delta já tenha sido detectada em 15 países ou territórios (do continente americano), até agora tem sido associada principalmente a casos em viajantes", disse Carissa Etienne, chefe da Opas, em coletiva de imprensa.

“A transmissão comunitária da variante Delta continua muito limitada, enquanto outras variantes continuam a predominar”, disse, referindo-se a Alpha e Gamma, detectadas inicialmente no Reino Unido e no Brasil, respectivamente.

Delta, originalmente identificada na Índia, já é a cepa dominante do vírus da covid-19 nos Estados Unidos.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), principal agência de saúde pública dos Estados Unidos, relataram 51,7% dos casos associados a essa variante nas duas semanas anteriores a 3 de julho.

Etienne reconheceu que a Delta está em alta nos Estados Unidos e está se tornando predominante em alguns estados, mas observou que esse padrão pode não ser replicado no resto da região.

"A situação nos Estados Unidos não nos permite necessariamente prever como essa variante afetará outros países", afirmou, destacando que a distribuição das cepas da covid-19 sempre foi diferente entre os países americanos.

De acordo com dados compilados pela Opas, até 6 de julho, a Delta havia sido detectada nos Estados Unidos, Canadá e México, assim como em quatro países da América do Sul (Argentina, Brasil, Chile e Peru).

Nenhum caso relacionado à Delta foi relatado na América Central, mas infecções dessa cepa foram relatadas no Caribe em Aruba, Barbados, Guiana Francesa, Guadalupe, Martinica, Porto Rico, Saint Maarten e Saba.

"É difícil neste momento prever qual será o impacto da variante Delta em nossa região", insistiu Etienne.

Portanto, independentemente da variante prevalecente, ela recomenda a tomada de todas as medidas de saúde pública que se mostraram eficazes na redução da transmissão do vírus, como o uso adequado de máscaras, distanciamento social, higienização das mãos "e, claro, a vacinação".

De acordo com o último relatório da OPAS, Alpha foi identificada em 41 países americanos, Gamma, em 27, e Beta (relatado pela primeira vez na África do Sul), em 20.

A variante Delta foi descrita como altamente infeccioso.

ad/lda/ap

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos