Travis Scott foi avisado por chefe de polícia sobre perigo de multidão, diz jornal

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Ainda existem muitas lacunas sobre a tragédia que ocorreu em um show de Travis Scott na última sexta-feira, onde oito pessoas foram mortas esmagadas e dezenas ficaram feridas no estado americano do Texas. O jornal The New York Times divulgou que o rapper teria sido alertado pelo chefe de polícia de Houston, Troy Finner, sobre os potenciais perigos com a organização da multidão.

De acordo com o veículo, uma fonte ligada ao comandante declarou ao jornal que Finner foi ao trailer de Scott horas antes do show e demonstou preocupação sobre a "energia da multidão". A reportagem ainda afirma que um porta-voz da polícia se recusou a dar declarações sobre a conversa do chefe com o cantor.

Leia também:

O show, palco da tragédia, fazia parte do Festival Astroworld. Ainda segundo o jornal americano, a preocupação dos policiais com o público se deu por um histórico de confusões e problemas com a multidão no último evento realizado.

Em vídeos postados em redes sociais, é possível ver momentos do show onde Scott interrompe sua apresentação e pede para que a segurança do evento intervenha. Em outros, pessoas aparecem pedindo ajuda enquanto o show continua acontecendo. Veículos de emergência, ambulância e alarmes cruzaram a plateia em vários momentos.

Leia mais:

O motivo da confusão no show da útima sexta-feira ainda não é claro. Uma investigação está em curso para determinar o que aconteceu, tendo como alvo provável os protocolos de segurança do evento.

Processo:

Relembre o caso

A confusão, que deixou dezenas de feridos, começou por volta de 21h de sexta (23h, horário do Brasil) durante o show lotado de Scott, um popular rapper com indicações ao Grammy como cantor e produtor. Assim que a apresentação começou, parte da audiência de 50 mil pessoas tentou se aproximar do palco, fazendo com que vários espectadores fossem esmagados. Segundo as autoridades, todas as vítimas tinham entre 14 e 27 anos.

Pessoas começaram a desmaiar, sofrer paradas cardiorrespiratórias e outros problemas médicos, de acordo com as autoridades locais. À CNN, o chefe do Corpo de Bombeiros de Houston, Samuel Peña, disse que 23 pessoas foram levadas para hospitais da região, 11 delas em estado crítico. Entre os feridos há um menino de 10 anos.

Leia também:

Travis Scott se manifesta

O artista, que nasceu em Houston, disse que irá auxiliar a polícia nas investigações e que deseja ajudar a comunidade local. Em uma postagem no seu perfil do Twitter, afirmou que está "completamente arrasado com o que aconteceu. Minhas orações vão para as famílias de todos os afetados pelo ocorrido no Festival Astroworld". "Amo todos vocês", completou o rapper.

Scott, cujo nome real é Jacques Bermon Webster, ganhou projeção mundial por sua música na década passada. Seu terceiro álbum, Astroworld — mesmo nome do festival — foi criticamente aclamado, e a canção Sicko Mode foi sua primeira a chegar ao topo das paradas americanas. Ele está em um relacionamento com a caçula do clã Kardashian, Kylie Jenner. O casal tem uma filha, Stormi Webster, e espera um segundo bebê.

Leia também:

Kylie Jenner também divulgou um comunicado nas redes e disse que o casal estava "destruído e devastado" com o ocorrido. A influenciadora e empresária também foi criticada por postar stories em sua rede social enquanto a tragédia acontecia.

"Eu quero esclarecer que nós não estávamos cientes de nenhuma fatalidade até as notícias surgirem após o show e em nenhum mundo ele teria continuado a filmar ou se apresentar. Estou enviando minhas mais profundas condolências a todas as famílias durante esse período difícil e estaremos rezando pela cura de todos que foram impactados", escreveu Kylie.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos