Trens de luxo: O prazer da viagem

Interior do salão panorâmico do Hiram Bingham, que passeia pelos AndesEm algum momento da nossa vida, um livro ou um filme nos fez subir em um trem luxuoso. "Assassinato no Expresso do Oriente", de Agatha Christie; "Trem de Istambul" e "Viagens com Minha Tia", de Graham Greene e "Da Rússia com Amor", de Ian Fleming, são alguns dos romances que têm como cenário o Expresso do Oriente.

Histórias que foram levadas ao cinema mostrando, em preto e branco e em cores, o luxuoso interior desses vagões que parecem saídos de um sonho.

Sua primeira viagem aconteceu no dia 4 de outubro de 1883. O Expresso do Oriente saiu de Paris com destino a Istambul. Uma rota hoje percorrida pelo Venice Simplon-Orient-Express (VSOE) uma vez por ano cruzando sete países (França, Alemanha, Áustria, Hungria, Romênia, Bulgária e Turquia) em seis dias. Além de desfrutar da impressionante paisagem, o viajante passará a noite em Budapeste e Bucareste.

Para subir neste trem é preciso pagar entre US$ 10 mil e US$ 15,6 mil. Apesar dos preços salgados, o clássico itinerário segue despertando paixões. A prova: já não há bilhetes para as viagens previstas para 2012 e 2013.

Paixão pela paisagem
A Escócia e o norte da Espanha são dois lugares da Europa que se destacam por sua bela paisagem e se tornam ainda mais atraentes diante da possibilidade de serem contemplados a partir da cabine de um trem.

O Royal Scotsman adentra nas Highlands escocesas enquanto seus 36 passageiros relaxam no ambiente íntimo e acolhedor de seus vagões decorados ao estilo dos anos 1920. O tour clássico dura cinco dias e parte de Edimburgo percorrendo o nordeste da Escócia, com visitas aos castelos Ballindalloch e Glamis e uma degustação de uísque na destilaria Glen Ord. Uma cabine dupla no Royal Scotsman custa cerca de US$ 7 mil.

Para conhecer a Espanha Verde, nada melhor que subir ao Transcantábrico, que este ano estreou o Transcantábrico Gran Lujo. Este trem oferece o clássico percurso de Santiago de Compostela a San Sebastián, em suítes duplas excelentemente decoradas e salões panorâmicos para o viajante não perder nenhum detalhe da impressionante paisagem.

Transcantábrico Gran Lujo passa pela praia de San Antolín, nas AstúriasA travessia, que dura oito dias, percorre os trilhos paralelos ao mar e cruza florestas, vales e montanhas, algumas tão espetaculares como os Picos da Europa, nas Astúrias. Além disso, o turista poderá conhecer as principais cidades da Cornisa Cantábrica e descobrir a rica e variada gastronomia dessa região do norte do país. A viagem em uma suíte dupla de luxo sai por cerca de US$ 10 mil.

Descobrindo os Andes
A empresa Orient Express leva o luxo aos Andes com o trem Hiram Bingham, nome do descobridor das ruínas de Machu Picchu, que une Cuzco com a cidade perdida dos incas em três horas e meia.

Hiram Bingham cruza a espetacular paisagem dos AndesOs vagões azuis e dourados cruzam os cultivos em terraços de Jaquijahuana, o povoado de Ollantaytambo, no Vale Sagrado dos Incas, e a impressionante cidade de Machu Picchu, reconhecida como patrimônio cultural e natural da Humanidade pela Unesco. Chegar à cidade perdida dos incas com o luxo desse trem custa US$ 300 por pessoa.

Por sua vez, o trem russo Golden Eagle faz a famosa rota transiberiana entre Moscou e Vladivostok desde 2007. Uma travessia que dura 15 dias, percorre 9,5 mil quilômetros e obriga os passageiros a mudarem a hora do relógio em até oito ocasiões.

Ao longo destas duas semanas, os viajantes verão passar diante de seus olhos os Montes Urais, as amplas estepes siberianas e espetaculares rios como o Volga. Os quartos duplos oscilam entre US$ 13 mil e US$ 16 mil.

Adeus aos safáris
O Pride of África propõe adentrar no continente africano sem renunciar à aventura, mas também sem abrir mão do luxo. Em sua rota da Cidade do Cabo ao Cairo, passa por 12 países: África do Sul, Namíbia, Zâmbia, Zimbábue, Malauí, Tanzânia, Burundi, Ruanda, Etiópia, Djibuti, Eritréia e Egito.

Uma aventura de 28 dias, que inclui um voo para visitar a idílica ilha de Zanzibar e um cruzeiro de luxo de três dias pelo Lago Nasser. A cratera Ngorongoro e o Parque Nacional Serengeti, na Tanzânia, os templos de Abu Simbel e os vales dos Reis e das Rainhas, no Egito, são algumas das visitas do itinerário. No Cairo, as Pirâmides e o Museu de Antiguidades fecham com chave de ouro a viagem.

Já o Maharajas' Express quer recuperar a grandeza dos tempos dos marajás e, por isso, não hesita em transformar um de seus carros em suíte presidencial, o maior quarto do mundo ferroviário.

Sua rota clássica de sete dias começa e termina em Nova Délhi e oferece um tour completo pelas muitas faces deste enorme país. Seu aspecto espiritual é revelado na cidade sagrada de Varanasi, nos rituais do Rio Ganges, nos templos hindus de Khajuraho e, claro, no Taj Mahal.

O esplendor imperial deixou sua marca na cidade de Lucknow, conhecida como a Constantinopla da Índia. A natureza exuberante do país é bem representada pelo Parque Nacional de Bandhavgarth. O alojamento de um casal neste luxuoso trem oscila entre US$ 6,2 mil e US$ 10,5 mil - a suíte presidencial custa US$ 17, mil.

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias