Três médicos morrem em queda de avião do Ceará; um deles viajava como paciente para tratar coronavírus

Destroços do avião que caiu no Ceará (Reprodução)

Quatro pessoas morreram após uma aeronave de pequeno porte cair em São Benedito, no Ceará, na noite desta sexta-feira (15). O avião transportava o médico Pedro José Ferreira de Meneses, que estava na condição de paciente, por fazer tratamento contra o novo coronavírus, e era acompanhado por dois médicos. A outra vítima foi o piloto, identificado como Paulo César Magalhães Costa, com o apelido de PC. As informações são do Extra.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

O Corpo de Bombeiros do Ceará informou que o destido deles era Teresina, no Piauí. A decolagem ocorrera em Sobral e a viagem seguiu até uma área de mata, entre o Sítio Santa Tereza e o Meio do Topo. Nesta região, houve uma explosão. Os serviços de emergência enviaram ambulâncias e uma UTI móvel, mas o piloto e os médicos não resistiram. As identidades dos profissionais responsáveis por Dr. Pedro ainda não foram reveladas. Sabe-se, porém, que o paciente era levado para o Piauí para ficar mais próximo da família.

Leia também

Nas redes sociais, publicações de despedida e de lamento foram feitas por conhecidos de Dr. Pedro e internautas em geral.

"Estou sem acreditar! Gente é demais pra mim. Crescemos juntos em Parnaiba-Pi, as famílias muito unidas, se tornou médico e foi pra perto da família e filhos", afirmou uma pessoa no Twitter.

Outro usuário do microblog descreveu a vítima como "um profissional muito competente".

A empresa TMA TERESINA publicou uma nota de luto em seu perfil do Instagram, se solidarizando "com a família do grande e querido Cmte Paulo César Magalhães Costa, o nosso PC!"

O piloto foi descrito como um "aviador apaixonado e acolhedor para com os novatos na profissão ou simplesmente a galera do Aeroporto (curiosos, fotógrafos, mecânicos etc..)".

De acordo com a companhia, a aeronave, uma Seneca PT-RMN, chocou-se contra a Serra da Ibiapaba, em São Benedito.

"A comunidade aeronáutica piauiense está desolada com tamanha triste notícia. Quando um sai da rota, todos sentimos! Que Deus autorize seu último pouso em proa direta no paraíso! Também mandamos nossas condolências às famílias das outras vítimas envolvidas", diz a publicação.

Do EXTRA