Tribunal de Cingapura concede proteção judicial a banco de criptomoedas Hodlnaut

Tribunal de Cingapura concede proteção judicial a banco de criptomoedas Hodlnaut

BENGALURU (Reuters) - O banco de criptomoedas Hodlnaut disse nesta terça-feira que foi colocado sob administração judicial provisória pelo Supremo Tribunal de Cingapura, depois de ter suspendido saques pelos clientes no início deste mês.

O status permite que uma empresa em dificuldades financeiras seja reestruturada sob supervisão judicial.

O banco de criptomoedas, que tem sede em Cingapura, disse que o tribunal nomeou Ee Meng Yen Angela e Aaron Loh Cheng Lee, da EY Corporate Advisors, como administradores judiciais interinos.

"Não poderemos fornecer mais informações neste momento, mas esperamos dar mais atualizações assim que nossos administradores judiciais interinos determinarem que é necessário fazê-lo", disse a Hodlnaut.

No início deste mês, a Hodlnaut suspendeu saques, swaps e depósitos para focar na estabilização de sua liquidez e preservação de ativos.

A Hodlnaut é o mais recente de uma série de empresas e bancos de criptomoedas a enfrentar dificuldades após uma forte liquidação nos mercados de ativos digitais, que começou em maio com o colapso dos tokens Luna e TerraUSD.

A Hodlnaut também disse que demitiu cerca de 40 funcionários, além de divulgar a existência de uma investigação da polícia de Cingapura contra a empresa.

(Por Rishabh Jaiswal)