Tribunal de Contas do Estado escolhe novo presidente para o biênio 2021-2022

Extra
·2 minuto de leitura
Foto: Divulgação / TCE-RJ

O conselheiro Rodrigo M. do Nascimento foi escolhido nesta quarta-feira, dia 16, presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) para o biênio 2021-2022. A eleição, realizada no início da sessão plenária telepresencial e transmitida ao vivo pelo canal do TCE-RJ no YouTube, também definiu que a atual presidente, conselheira Marianna Montebello Willeman, será vice-presidente e corregedora-geral da Corte de Contas nos próximos dois anos. A escolha para os cargos foi unânime, e o plenário também aprovou a continuidade da conselheira-substituta Andrea Siqueira Martins como ouvidora do Tribunal.

Num breve discurso, Nascimento agradeceu o apoio dos colegas de plenário e servidores do TCE e afirmou que este é o momento de maior significado para sua carreira de servidor público. O presidente eleito enalteceu os avanços obtidos pelo TCE-RJ sob a gestão da atual presidente e destacou que já tem se dedicado ao processo de transição.

— Além do volume e complexidade próprios da atividade de fiscalização dos gastos públicos, há outros obstáculos consideráveis a serem enfrentados e superados, como o Regime de Recuperação Fiscal do nosso estado e o recrudescimento da lamentável pandemia de Covid-19. Essas questões reconhecidamente afetam a saúde e as condições socioeconômicas de nossa população — pontuou o conselheiro, que pretende investir em técnicas inovadoras e ferramentas de tecnologia da informação para aprimorar a atuação institucional do Tribunal.

Rodrigo M. do Nascimento é bacharel em Direito pela Universidade de Brasília (UnB), especialista em Direito Administrativo e em Direito Processual Civil. Há 17 anos como servidor público, o presidente eleito ocupou funções em todas as esferas administrativas. Em seu currículo, o conselheiro registra sua atuação como auditor de controle externo do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro (TCM-RJ), auditor federal de controle externo do Tribunal de Contas da União (TCU), analista legislativo da Câmara dos Deputados, procurador federal da Advocacia-Geral da União (AGU) e procurador de contas do TCM-RJ. No TCE-RJ, Rodrigo M. do Nascimento ingressou em 2015 no cargo de conselheiro-substituto.

Como aconteceu na votação de 2018, todos os cinco conselheiros que compõem o Corpo Deliberativo tiveram direito a voto. No entanto, podiam ser votados apenas Rodrigo M. do Nascimento e Marianna Montebello Willeman, devido à sua condição de conselheiros titulares.