Tribunal especial no México investiga assassinatos de jornalistas no país

O Tribunal Popular Permanente, criado em 2021 pela Safer World For The Truth, que reúne organizações que defendem a liberdade de imprensa, está realizando uma audiência na Cidade do México com o objetivo de investigar assassinatos de jornalistas. O trabalho é feito com base em depoimentos e análises jurídicas de crimes ocorridos no México. Somente em 2022, oito jornalistas foram assassinados no país.

Larissa Werneck, correspondente da RFI no México

O primeiro dia da audiência do Tribunal Popular, realizado nesta terça-feira (26) no Centro Cultural Casa del Tiempo, da Universidada Autônoma Metropolitana da Cidade do México, contou com o depoimento de testemunhas e familiares de jornalistas assassinados no país, além de jornalistas investigativos, pesquisadores e representantes das organizações Free Press Unlimited, Comitê para a Proteção de Jornalistas e Repórteres sem Fronteiras.

Na abertura do encontro, foram apresentados dados sobre crimes cometidos contra os profissionais de comunicação mexicanos. Segundo um relatório da organização Artículo 19, que trabalha pela liberdade de expressão e pelo direito de acesso à informação, desde o ano 2000, 153 jornalistas foram mortos no México, em retaliação ao trabalho que realizam. Somente no governo de López Obrador, foram 33; e oito foram assassinados desde o início de 2022. Além disso, um levantamento da organização Repórteres sem Fronteiras aponta que a impunidade em relação a crimes contra jornalistas mexicanos é de 95 por cento.


Leia mais

Leia também:
Com três assassinatos em apenas um mês, 2022 começa violento para jornalistas no México
A difícil identificação das dezenas de milhares de desaparecidos no México
México: Comissão Interamericana de Direitos Humanos condena assassinato violento de jornalista

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos