Tribunal ucraniano condena dois soldados russos à prisão por crimes de guerra

Bandeira da Ucrânia em Kiev

KIEV (Reuters) - Um tribunal ucraniano condenou dois soldados russos capturados a 11 anos e meio de prisão nesta terça-feira por bombardear uma cidade no leste da Ucrânia, o segundo veredicto de crimes de guerra desde o início da invasão do país pela Rússia em fevereiro.

Alexander Bobikin e Alexander Ivanov, que ouviram o veredicto em uma caixa de vidro reforçada no tribunal distrital de Kotelevska, na região central da Ucrânia, se declararam "culpados" das acusações feitas contra eles na semana passada.

(Reportagem de Pavel Polityuk)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos