Trinta anos após fim da URSS, "é inevitável ver resquícios da era soviética na Rússia", diz historiador brasileiro em Moscou

·1 min de leitura

Fora dos mapas contemporâneos, a União Soviética segue presente na Rússia, trinta anos depois do desmantelamento anunciado ao mundo naquele 26 dezembro de 1991. Parte da paisagem, o legado povoa o imaginário coletivo. Nostálgicos ou críticos, os russos comparam presente e passado para o bem e o para o mal. Após sua terceira viagem de trem pelo maior país do mundo, o historiador brasileiro Rodrigo Ianhez conta como a União Soviética e a Rússia atual convivem.

Por Vivian Oswald, correspondente da RFI

O roteiro de Ianhez, radicado há 11 anos em Moscou, durou pouco mais de um mês. Levou-o de Moscou a Kazan, Tobolsk, Novosibirsk, Irkutski, o lago Baikal, Birobidzhan, Khabarovsk e Vladivostok.

"É inevitável ver os resquícios da União Soviética aqui na Rússia. Diferente de alguns outros países, como os bálticos, ou na Ucrânia, houve uma tentativa de apagar esse período histórico das ruas, da arquitetura monumental, das referências, dos monumentos históricos. Na Rússia não houve ativamente essa tentativa. É claro que parte deste patrimônio arquitetônico, histórico, se perdeu e vem se perdendo", diz.

Segundo ele, alguns momentos da história são mais valorizados do que outros. "Na Rússia contemporânea se valoriza muito a vitória da Segunda Guerra Mundial, a memória da guerra. E, claro, a guerra foi travada durante a era Stálin, esse período histórico é bastante preservado. São erguidos novos museus em referência a isso, memoriais. Enquanto isso, a arquitetura construtivista foi por algum tempo relegada a segundo plano."

URSS é ainda mais visível fora das grandes cidades

Estações de metrô da era Putin


Leia mais

Leia também:
Nostalgia soviética é objeto de estudo de historiador brasileiro em Moscou
Dau: era soviética vira mega instalação cultural em Paris
Exposição “Vermelho” em Paris propõe mergulho na arte soviética

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos