Trio de J-pop Perfume se renova (mais uma vez): 'somos pessoas que não podem simplesmente repetir a mesma coisa'

O trio japonês Perfume, o primeiro grupo de J-pop a se apresentar no Coachella, nos EUA, lançou o videoclipe de seu novo single "Spinning World" em 15 de julho, bem como o disco “PLASMA” no último dia 27, seu primeiro álbum de estúdio depois de quatro anos, na sequência de “Future Pop”, de 2018. Com uma temática de mundo exótico, o MV é ambientado em um planeta num universo distante, onde A-chan, Kashiyuka e Nocchi "desempenham o papel de bonecas mecânicas dançantes frágeis e com expressões faciais ansiosas", conforme elas descreveram ao GLOBO numa entrevista por e-mail.

"Vivendo num castelo no céu, elas aproveitam suas vidas bebendo chá e passando tempo com jogos de mesa. Quando uma para de se mover, as outras lhe dão corda, e ela começa a se mover novamente", acrescentam, referindo-se a si mesmas como personagens no vídeo.

Conforme disse A-chan, o conceito do trio "sempre foi experimental" e "gostamos de estar em um lugar onde não há nada além de ambição".

"Então, eu só espero que possamos continuar fazendo o que achamos legal de nossa maneira única. Se continuarmos fazendo isso, acho que Perfume vai durar muito tempo. Espero que nossos fãs possam aproveitar isso junto com a gente", afirmou, enfatizando a importância dos fãs. "É a conexão com nossos fãs que é mais importante para nossos esforços contínuos".

Kashiyuka concordou com a colega, e reconheceu que o trio gosta de "novos desafios".

"Somos pessoas que não podem simplesmente repetir a mesma coisa a cada vez. Sempre tentamos coisas novas que não vimos ou ouvimos antes para que possamos nos manter atualizadas e nos divertir", avaliou Kashiyuka.

Olhando para a trajetória do trio, com uma história que se estende por cerca de 20 anos, Nocchi elege a música "Polyrhythm", lançada em 2008, como a mais especial de sua carreira.

"Essa música foi a primeira que chamou muita atenção das pessoas", lembra a cantora. "Foi o nosso primeiro número a ser apresentado em um comercial de TV, foi muito tocada em programas de TV de música".

Para Nocchi, também foi marcante que a canção tenha integrado a trilha sonora da animação "Carros 2" (2011), da Pixar.

"E até tocou quando andamos no tapete vermelho em Hollywood. Essa é a música mais importante para mim", declarou.

Na visão de Kashiyuka, sua música especial é "My Color", do álbum "JPN", de 2011, e disse que a razão para tal é a mensagem por trás dela, que é: "você pode fazer o que quiser com as mãos, mas também precisa se conectar com as mãos de outras pessoas para viver".

"Antes de nossos shows no exterior, estávamos preocupadas com a barreira do idioma. Mas durante o show, nós tocamos essa música por último, e levantamos nossas mãos... E o público fez o mesmo. Achei que superamos essa barreira e nos tornamos um com o público", explicou.

A-chan então se recorda das dificuldades do início da carreira:

"Quando começamos o grupo, ainda nos lembramos da época em que não havia fãs e ninguém se lembrava de nós. Essas memórias ainda ficam na nossa cabeça. É por isso que nossos fãs são tão importantes. Por causa de nossas origens até agora, nos sentimos necessárias e queridas. Mesmo que uma pessoa precise de Perfume, continuaremos".

Sobre uma música especial, ela se baseou nas 12 faixas do disco novo "PLASMA" para fazer sua seleção, elegendo a canção "Driven' The Rain" como a sua favorita do álbum, por ter um "toque pop da cidade".

"Posso imaginá-la sendo tocada em uma típica casa de estilo de vida luxuoso", disse, descrevendo a faixa como "perfeita" para tocar no carro enquanto dirige. "Esta música adiciona uma cor diferente ao álbum".

A-chan garante que, apesar de Perfume já ter uma trajetória de duas décadas, ainda há muito a ser explorado pelo trio, sempre em busca de inovação.

"Por causa de nossa imagem futurista, as pessoas esperam que já tenhamos feito muitas coisas que na verdade não fizemos. Bonecas mecânicas no videoclipe de 'Spinning World', por exemplo, era algo novo, mas as pessoas podem pensar que já fizemos isso. Na verdade, nós meio que gostamos dessa percepção e categorização", disse.

Sobre essa mesma música, que é a faixa principal de "PLASMA", Kashiyuka contou que "Spinning World" lhe veio como uma surpresa.

"Foi realmente relaxante e foi uma música divertida de cantar. Sempre nos disseram para calar as emoções quando cantamos, mas nessa música, parecia que estava tudo bem ter um pouco de calor. Era suave e me senti bem. Eu ainda me pego cantando e não consigo tirar isso da minha cabeça. O videoclipe também é interessante. É simbólico", afirmou, voltando a falar de si e das colegas como personagens num filme. "Você não pode dizer exatamente onde [a história] se passa, mas a nuvem do lado de fora se afasta tão rápido que é uma dica de estarmos em algum lugar alto. Isso é tudo o que sabemos, mas estamos vivendo nesse ciclo. É como um mundo paralelo, uma ficção que você está perseguindo o passado. Este videoclipe abstrato adicionou profundidade à música".

Passado o período mais crítico da pandemia, em que o trio performou num show online, a expectativa agora gira em torno de ver os fãs pessoalmente.

"Queremos ir a mais festivais ao redor do mundo", disse Kashiyuka. "As pessoas nos enviam mensagens de vários países e cidades, então adoraríamos ir para a Europa, Austrália, onde quer que seja. Até agora só tocamos em um festival nos Estados Unidos e na Ásia. Queremos conhecer ainda mais nossos fãs no futuro".

Conforme A-chan citou, um comediante japonês costuma contar uma piada dizendo "vocês podem me ouvir, pessoas no Brasil?", enquanto olha para o chão, "como se estivesse falando com o outro lado da Terra", explicou a cantora.

"O Brasil pode estar do outro lado do planeta e pode estar muito longe do Japão fisicamente, mas nos sentimos muito próximas de vocês e eu gostaria muito de ir ao Brasil já faz algum tempo", revelou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos