Trudeau anuncia a proibição de 1.500 modelos de fuzis militares no Canadá

(Arquivo) O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, anunciou nesta sexta-feira (1º) a proibição imediata de mais de 1.500 modelos de fuzis de calibre militar no país, menos de duas semanas após o pior tiroteio registrado na história do país, que deixou 22 mortos.

"Essas armas foram projetadas para um único objetivo: matar o maior número de pessoas o mais rápido possível. E elas não têm uso ou lugar no Canadá", disse Trudeau durante sua coletiva diária.