Trump é vaiado por apoiadores após defender vacina no Alabama

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente dos EUA Donald Trump foi vaiado em um comício no Alabama após incentivar que as pessoas tomem a vacina contra a Covid-19. O estado é o que tem menor taxa de vacinados no país, com apenas 36% da população totalmente imunizada -bem menos que os 52,1% da média nacional.

No evento, que ocorreu neste sábado (21), Trump falou a apoiadores que acredita nas liberdades individuais, mas recomenda a vacinação. "Eu tomei. É bom. Tomem as vacinas", disse.

Após ser vaiado por uma parte da plateia majoritariamente sem máscara, ele afirmou: "Não, tudo bem. Está tudo bem. Vocês têm suas liberdades. Mas eu acabei tomando a vacina. Se não funcionar, vocês serão os primeiros a saber. Ok?"

E completou: "[A vacina] está funcionando. Mas vocês têm suas liberdades para manter."

Autoridades de saúde chamam de "pandemia dos não vacinados" esta fase da contaminação em que quase 100% das internações e das mortes pela doença são em pessoas não vacinadas.

Estado com menor taxa de vacinação do país, o Alabama enfrenta um alto número de hospitalizações por Covid, com falta de vagas nas UTIs. Segundo dados do início de agosto da associação de hospitais e da secretaria de saúde do estado, 94% dos internados e 96% dos mortos por Covid são pacientes que não se tomaram a vacina.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos