Trump adverte Irã após ataque com foguetes no Iraque

·1 minuto de leitura
Embaixada americana em Bagdá

O presidente Donald Trump advertiu nesta quarta-feira que irá responsabilizar o Irã no caso de um ataque letal contra americanos no Iraque, ao se aproximar o primeiro aniversário da morte do general iraniano Qassem Soleimani, vítima de um ataque americano.

"Nossa embaixada em Bagdá foi atingida no último domingo por foguetes", tuitou o presidente, citando um ataque que causou danos materiais. "Adivinha de onde vêm: IRÃ", afirmou. "Agora, ouvimos especulações sobre novos ataques contra americanos no Iraque", prosseguiu, antes de dirigir "um conselho saudável e amistoso ao Irã: se um americano for morto, irei responsabilizar o Irã. Pensem bem", advertiu.

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, já havia apontado para Teerã, e o chefe das forças americanas no Oriente Médio, general Frank McKenzie, alertou que Washington estava "pronta para reagir" em caso de ataque iraniano, ao se aproximar o primeiro aniversário da morte de Soleimani. Em resposta, o Irã pediu às autoridades americanas que não provoquem tensão.

Washington reduziu recentemente seu quadro diplomático na capital iraquiana e especulações recorrentes envolvendo um fechamento total de sua embaixada ressurgiram nos últimos dias.

fff/dax/dg/lda/lb