Trump anuncia acordo comercial 'de princípio' com o Japão

Primeiro-ministro japonês Shinzo Abe e o presidente americano Donald Trump

Donald Trump anunciou neste domingo (25) a conclusão de um acordo comercial "de princípio" entre os Estados Unidos e o Japão, na esperança de que o texto possa ser formalmente rubricado na Assembleia Geral da ONU em setembro.

É um acordo "muito grande", cobrindo os setores da agricultura e e-commerce, disse o presidente americano à imprensa durante um encontro com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, por ocasião da cúpula do G7 de Biarritz.

"Conseguimos encontrar um consenso" depois de "intensas negociações", confirmou Abe. "Mas ainda temos um pouco de trabalho (...) para finalizar a formulação do acordo", acrescentou.

Donald Trump e Shinzo Abe têm boas relações. Mas o presidente americano já criticou várias vezes "o enorme desequilíbrio comercial bilateral" em benefício do Japão e pediu relações "mais justas".

Tóquio e Washington haviam concordado, no final de junho, em acelerar suas discussões.

Os negociadores dos dois países, Toshimitsu Motegi e Robert Lighthizer, concordaram com uma redução nas tarifas de Tóquio sobre a carne bovina e suína americanas, segundo a rede estatal de televisão NHK e vários jornais nacionais.

Por sua parte, os Estados Unidos vão cancelar suas tarifas sobre um grande número de produtos industriais vindos do Japão, excluindo o setor automobilístico por enquanto, segundo a NHK.

Seria uma decepção relativa para Tóquio, que quer evitar absolutamente a imposição de impostos por Washington sobre os carros japoneses importados.