Trump defende sua gestão contra a COVID-19 e diz que Brasil vive 'tempos difíceis'

Presidente dos Estados Unidos Donald Trump durante coletiva de imprensa na Casa Branca em 5 de junho de 2020

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu sua gestão da crise do coronavírus nesta sexta-feira, afirmando que salvou "milhões de vidas" e destacou que o Brasil, o terceiro país do mundo com mais mortes, está passando por "tempos difíceis".

Trump falou após a divulgação dos números do mercado de trabalho que mostraram uma queda surpreendente no desemprego para 13,3%.

"Tínhamos a melhor economia do mundo. Passamos por uma operação, fechamos o país e salvamos talvez dois ou dois milhões e meio de pessoas", disse o presidente em um momento em que seu país registra mais de 108.000 óbitos, sendo o país do mundo com mais mortes devido à pandemia.

Trump anunciou no final de maio a proibição de voos do Brasil devido ao aumento no número de casos, uma disposição que se somava às restrições que pesam sobre a China e a Europa.

"Acho que todo mundo acredita que estávamos à frente, como se costuma dizer, mas se você olhar para o Brasil, eles estão passando por momentos difíceis", afirmou o presidente, um aliado próximo do presidente brasileiro Jair Bolsonaro.

O Brasil, com 210 milhões de habitantes, registrou 34.021 mortes e quase 615.000 casos desde o início da epidemia.

Trump destacou a força econômica de seu país e disse que foi isso que permitiu que seu país "superasse essa horrível pandemia", considerando que o pior já passou.

"Acho que estamos indo bem", disse.