Trump diz que a Boeing é uma "grande decepção"

Donald Trump fala de sua decepção com a Boeing

Donald Trump chamou a fabricante de aeronaves Boeing, abalada pela crise do 737 MAX, de "grande decepção" e está preocupado com o potencial impacto sobre a economia em uma entrevista em Davos (Suíça) à cadeia CNBC.

"A Boeing é uma grande, grande decepção para mim", disse o presidente dos Estados Unidos durante o Fórum Econômico Mundial.

A fabricante americana anunciou na terça-feira que o MAX 737 não voará novamente até meados de 2020, o que deve aumentar as perdas econômicas causadas pelo avião, que se encontra mantido em solo há mais de dez meses após dois acidentes que causaram 346 mortes.

"Foi até um ano atrás um dos maiores grupos do mundo e de repente muitas coisas aconteceram. Estou muito decepcionado com a Boeing, tudo isso teve um grande impacto (econômico)", continuou.

"Ao falar sobre crescimento, as consequências (dos problemas da Boeing) são enormes", insistiu Trump.

Segundo a Oxford Economics, os efeitos dos problemas da Boeing no investimento, comércio e ações, acumulados no primeiro trimestre de 2020, poderão ter um impacto de 0,5% no PIB em números anualizados.

A maior parte desse impacto viria de exportações.

A Boeing, que exporta três quartos de sua produção, representa uma parte importante do comércio exterior dos Estados Unidos.

O desafio do sistema MCAS do 737 MAX também revelou as deficiências da supervisão exercida pela Agência Federal de Aviação (FAA), reguladora do setor aeronáutico, o que provocou a revolta dos parlamentares americanos.