Trump diz a Boris Johnson, hospitalizado por COVID-19, que EUA "está rezando" por ele

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, enviou nesta segunda-feira seus "melhores votos" ao primeiro-ministro britânico Boris Johnson, dizendo que os americanos estão "rezando por ele" depois que ele foi admitido em terapia intensiva pelo COVID-19.

"Quero enviar meus melhores votos a um amigo muito bom e a um amigo de nossa nação, o primeiro-ministro Boris Johnson", disse Trump em entrevista coletiva em Washington.

"Ficamos tristes ao saber que ele foi levado para tratamento intensivo esta tarde, há pouco tempo. Todos os americanos estão rezando por sua recuperação", acrescentou.

"Vamos ver se podemos ajudar. Entramos em contato com todos os médicos de Boris e veremos o que vai acontecer. Mas eles estão prontos para ir", disse.

Trump e Johnson têm um relacionamento próximo, compartilhando uma mensagem nacionalista semelhante de reprimir a imigração e buscar acordos comerciais bilaterais, e não regionais.