Trump diz ter ganhado a eleição e obtido 71 milhões de 'votos legais'

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tuitou neste sábado (7) que é o verdadeiro vencedor da eleição no país e que obteve 71 milhões de "votos legais". Trump retomou as insinuações de corrupção no processo eleitoral e a narrativa de fraude na contagem dos votos. "OS OBSERVADORES [de sua campanha] NÃO FORAM PERMITIDOS NAS SALAS DE CONTAGEM. EU VENCI A ELEIÇÃO, TIVE 71.000.000 DE VOTOS LEGAIS. ACONTECERAM COISAS RUINS QUE OS NOSSO OBSERVADORES NÃO TIVERAM PERMISSÃO PARA VER. NUNCA ACONTECERAM ANTES. MILHÕES DE CÉDULAS POR CORREIO FORAM ENVIADAS A PESSOAS QUE NUNCA AS PEDIRAM!", escreveu. Horas atrás, ele havia divulgado uma nota com conteúdo similar, na qual afirmava que sua campanha iria aos tribunais já na segunda-feira (9) para contestar o resultados e "garantir que as leis eleitorais sejam completamente cumpridas". O republicano voltou a dizer mais cedo que venceu a eleição presidencial deste ano, apesar de a reta final da apuração apontar justamente o oposto. "Eu venci esta eleição, de lavada", escreveu ele no Twitter. Quase instantaneamente, a rede social incluiu um aviso de que a publicação não tinha base em fontes oficiais. Trump aparece atrás de seu adversário democrata, Joe Biden, em quatro dos seis estados que ainda não tiveram um resultado definitivo. O republicano lidera no Alasca e na Carolina do Norte, enquanto Biden se mantém à frente em Nevada, Pensilvânia, Geórgia e Arizona. Esta não é a primeira vez que Trump de autodeclara vencedor da eleição. Na última quarta-feira (4), horas depois do fechamento das urnas nos EUA, o atual presidente fez um discurso na Casa Branca afirmando a própria vitória e acusando os democratas de fraude, como fez durante toda sua campanha. As declarações, porém, não têm validade legal, e a disputa à Casa Branca permanece indefinida, embora Biden continue à frente.