Trump diz ter tomado dose de reforço contra Covid e é vaiado por apoiadores

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Donald Trump
    Donald Trump
    Empresário e político norte-americano, 45º presidente dos Estados Unidos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente americano Donald Trump disse ter tomado a dose de reforço da vacina contra a Covid e foi vaiado por apoiadores.

A declaração foi feita por Trump durante um evento neste domingo (19) ao lado do jornalista Bill O'Riley em Dallas, no estado do Texas.

Após O'Riley afirmar que tanto ele quanto o ex-presidente estavam vacinados e perguntar se o republicano havia tomado a dose de reforço, Trump disse: "Sim". Na sequência, o jornalista disse: "Eu também tomei".

Diante de aparentes vaias de parte da plateia, o ex-presidente abanou a mão e disse, apontando para a plateia: "Não, não, não, não, não. É um grupo pequeno ali".

Parte da base de apoiadores de Trump é contrária à vacinação. Estudo do Centro de Pesquisas Pew divulgada em setembro mostra que 73% dos adultos nos Estados Unidos diziam ter tomado ao menos uma dose da vacina, mas a adesão à imunização variava de acordo com a preferência política do entrevistado: enquanto 86% dos democratas diziam ter tomado a injeção, apenas 60% dos republicanos afirmavam ter se vacinado.

O ex-presidente, 75, tomou a primeira dose da vacina em janeiro, quando ainda estava na Casa Branca. À época, Trump não divulgou a informação, que só veio a público em março por meio da imprensa americana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos