Trump espera que seus exames estejam bons pelo bem da bolsa

O presidente americano, Donald Trump, na Sala Roosevelt da Casa Branca, em Washington, em 11 de janeiro de 2018.

Na véspera de seu primeiro exame médico como presidente, Donald Trump disse, nesta quinta-feira (11), que espera que os resultados sejam bons pelo bem do mercado financeiro.

Trump, de 71 anos, cuja dieta e saúde mental foram questionadas, viajará na sexta-feira a um hospital militar nos arredores de Washington para se submeter ao exame médico.

"Acho que vai sair muito bem", disse à imprensa, acrescentando que ele "ficaria surpreso se isso não acontecer".

"É melhor que tudo saia bem, caso contrário a bolsa de valores não ficará feliz", brincou.

Trump irá ao Centro Médico Militar Nacional Walter Reed para ser examinado por Ronny Jackson, um médico militar que também foi o médico-chefe do presidente Barack Obama.

Está previsto que na sexta-feira se emitirá um comunicado sobre o resultado da consulta do presidente e que na próxima terça-feira seja realizada uma coletiva de imprensa sobre o tema para dar mais detalhes.

Os exames presidenciais incluem a avaliação de aspectos como a altura, o peso, o índice de massa corporal, a frequência cardíaca em repouso, a pressão arterial e a saturação de oxigênio no sangue.

Também verifica o funcionamento do coração, pulmões, visão, o nível de colesterol e a glicose no sangue.