Trump está 'preocupado' com possível violência em Hong Kong

O presidente americano, Donald Trump, conversa com jornalistas antes de subir no Air Force One em Morristown, Nova Jersey, no dia 15 de agosto de 2019.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira (15) que está preocupado com o risco de uma repressão violenta aos protestos em Hong Kong, e revelou que planeja conversar "em breve" com o líder chinês, Xi Jinping.

"Estou preocupado", respondeu Trump sobre a possibilidade de uma repressão violenta, no momento em que a China reúne policiais em Shenzhen, cidade vizinha a Hong Kong.

"Gostaria verdadeiramente de ver a China resolver de uma forma humana o problema em Hong Kong", disse Trump após os protestos que paralisaram esta semana o Aeroporto Internacional e que foram qualificados por Pequim como atitudes "terroristas".

Mais cedo, Trump pediu a Xi que receba os ativistas que promovem os protestos, que - segundo ele - refletem "preocupações amplas e legítimas" da população pela perda da autonomia acertada entre Londres e Pequim na entrega desta antiga colônia britânica à China, em 1997.