Trump: EUA deveria reconhecer a soberania de Israel nas Colinas de Golã

O presidente americano, Donald Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se mostrou nesta quintas-feira favorável que Washington reconheça a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, uma área que os israelenses tomaram da Síria e anexaram, em uma ação que nunca foi reconhecida pela comunidade internacional.

"Depois de 52 anos, é hora de os Estados Unidos reconhecerem completamente a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã", escreveu Trump em um tuíte, no qual se referiu a esse território como "de importância estratégica e de segurança chave para o Estado de Israel e a Estabilidade Regional".

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, reagiu imediatamente à declaração de Trump sobre reconhecer a anexação feita por seu país em 1967.

"No momento em que o Irã busca usar a Síria como uma plataforma para destruir Israel, o presidente Trump reconhece corajosamente a soberania israelense sobre as Colinas de Golã", escreveu ele em sua conta pessoal no Twitter. "Obrigado presidente Trump!"

Esta declaração acontece quatro dias antes da visita à Casa Branca do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, em plena campanha de reeleição para as legislativas de 9 de abril.