Trump Jr. presta depoimento em investigação sobre ataque ao Capitólio

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
(Arquivo) Donald Trump Jr., filho do ex-presidente Donald Trump (AFP/Brendan Smialowski) (Brendan Smialowski)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O filho mais velho do ex-presidente Donald Trump prestou depoimento à comissão do Congresso dos Estados Unidos que investiga o ataque ao Capitólio de 2021, informou a mídia americana nesta quarta-feira (4), citando fontes anônimas.

Em 2020, Donald Trump Jr. era um dos nomes mais importantes do comitê de campanha para a reeleição de seu pai e um dos divulgadores mais destacados das falsas alegações de fraude nas eleições de novembro daquele ano.

Ele esteve com Trump no Salão Oval antes do discurso do presidente em 6 de janeiro de 2021 que inflamou a multidão de apoiadores do magnata que invadiu o Capitólio enquanto os legisladores certificavam a vitória de Joe Biden no pleito presidencial.

O depoimento, realizado sem intimação na terça-feira, aconteceu por videoconferência e durou cerca de três horas, em um clima cordial, segundo relatou uma fonte à emissora CNN, que acrescentou que Trump Jr. respondeu a todas as perguntas e não recorreu ao direito de permanecer em silêncio.

Trump Jr. enviou uma mensagem ao então chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, dois dias após a eleição, quando o resultado ainda não havia sido confirmado, com um plano para impedir que Biden fosse certificado como o próximo presidente.

A comissão também destacou uma mensagem de Trump Jr. a Meadows, enquanto a insurreição estava em curso, dizendo que o então presidente deveria condenar de forma veemente a violência.

O colegiado já ouviu diversos personagens do círculo mais íntimo de Trump, incluindo sua filha Ivanka, o marido dela e então conselheiro do ex-presidente Jared Kushner, e a namorada de Trump Jr., Kimberly Guilfoyle.

A comissão formada por sete democratas e dois republicanos planeja manter uma série de audiências públicas em junho, antes de divulgar o relatório no segundo semestre sobre a invasão do Capitólio e as tentativas de Trump e seus aliados de reverter o resultado das eleições.

Os representantes de Trump Jr. e a comissão não responderam de imediato aos pedidos de comentários da AFP.

ft/to/rpr/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos