Trump lança petição contra protesto de jogadores da NFL durante hino nacional

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante reunião no Salão Oval da Casa Branca 19/10/2017 REUTERS/Kevin Lamarque

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aumentou a pressão contra a Liga Nacional de Futebol Americano (NFL) pelos protestos de seus jogadores durante o hino nacional, lançando uma petição e pedindo que seus defensores mostrem seu patriotismo o apoiando.

A medida veio depois que o comissário da NFL, Roger Goodell, rejeitou nessa semana os pedidos de Trump para punir os jogadores que se ajoelhassem durante o hino para protestar contra o racismo. Trump disse que os protestos são antipatrióticos e desrespeitosos para com veteranos militares.

"O presidente pediu por uma lista de defensores que apoiam o hino nacional. Adicione o seu nome abaixo para mostrar seu patriotismo e apoio", disse a petição divulgada na quinta-feira pela Trump Make America Great Again Committee, uma organização de arrecadação de fundos para Trump e para o vice-presidente Mike Pence.

A petição foi publicada no site da Comissão Nacional Republicana, sem indicar quantas assinaturas foram recebidas.

Jogadores estão se ajoelhando durante o hino dos Estados Unidos para protestar contra a morte de homens e meninos negros não armados por policiais pelo país, assim como contra as disparidades raciais no sistema de Justiça criminal norte-americano. Mais da metade de todos os jogadores da NFL são negros.